No próximo dia 19 uma caravana de aproximadamente 500 pessoas vai sair do Ceará com destino a Petrolina, cidade de Pernambuco, onde participa, na manhã de terça-feira (20), de um ato público para reafirmar a importância da sociedade civil na construção de políticas públicas de convivência com o Semiárido. O objetivo é fortalecer e fazer conhecer a luta de homens e mulheres por uma vida mais digna num semiárido sustentável e segurança alimentar.

O ato é realizado pela rede Articulação no Semi-Árido Brasileiro (ASA Brasil), da qual o Fórum Cearense pela Vida no Semiárido faz parte, motivada pela declaração do MDS, na última quinta-feira (8), de que o aditivo já anunciado e publicado no Diário Oficial da União, para continuidade dos programas da ASA (P1MC e P1+2), não será concretizado, sob a argumentação de que o governo está revendo seus arranjos para o Plano Brasil sem Miséria.

O momento será também de manifestação de repúdio das organizações, pelo movimento atual do governo, que pode levar ao fim de um conjunto de processos que, para a ASA são importantes para o desenvolvimento rural sustentável.

A articulação está mobilizando dez mil pessoas de todo o Semiárido, entre agricultores e agricultoras e organizações da sociedade civil. A cidade de Petrolina foi escolhida para sediar o evento devido tanto à localização geográfica, que permite concentrar um grande número de pessoas de outros estados do Semiárido, como pela história de luta de diversas organizações da região.

As organizações, agricultores e agricultoras acreditam que com isso sensibilizara a sociedade para a importância da continuidade do projeto de convivência com o Semiárido, que a ASA desenvolve.

ASA – A Articulação no Semi-Árido Brasileiro (ASA) é uma rede formada por mais de 750 organizações da sociedade civil que atuam na gestão e no desenvolvimento de políticas de convivência com a região semiárida. Sua missão é fortalecer a sociedade civil na construção de processos participativos para o desenvolvimento sustentável e a convivência com o Semiárido referenciados em valores culturais e de justiça social.

A Articulação no Semi-Árido Brasileiro (ASA) surge a partir da construção de um outro imaginário do Semiárido brasileiro. Com essa expectativa, foram desencadeadas iniciativas em diversos estados da região, tendo como base a agroecologia, a segurança alimentar e nutricional, a educação contextualizada, o combate à desertificação, o acesso à terra e à água e a promoção da igualdade de gênero.

FCVSA – O Fórum Cearense foi criado em fevereiro de 1999 com o objetivo de mobilizar a sociedade civil para trabalhar políticas publicas em favor da convivência com o semiárido. Com a integração de varias Instituições, ONGs, movimentos, entre outros, o Fórum faz um trabalho coletivo e constrói possibilidades para que homens e mulheres vivam com dignidade.

VejaTambém