Em comemoração ao Dia Mundial da Alimentação, a Assembléia Legislativa do Estado do Ceará realizou uma audiência pública com o tema segurança alimentar, no último dia 18. A Audiência foi proposta pelo Deputado Estadual Lula Moraes (PC do B). Na ocasião foram homenageados o Conselho Estadual de Segurança Alimentar (Consea – CE), A Rede de Agricultores e Agricultoras Agroecológicas/os do Território Vales do Curu-Aracatiaçu e a Prefeitura do Município de Orós

O Dia Mundial da Alimentação é celebrado no dia 16 de outubro de cada ano para comemorar a criação em 1945 da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO).  Segundo a FAO, em todo o mundo, cerca de 925 milhões de pessoas vivem em situação de insegurança alimentar. Isso significa que elas não têm acesso à alimentação saudável, de qualidade, em quantidade suficiente e de modo permanente.

Helena Selma, professora do Departamento de Economia Doméstica da Universidade Federal do Ceará (UFC) e conselheira do Consea-CE afirmou que essa homenagem reforça a importância do Consea como instância de coordenação do sistema e da Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. Sobre a homenagem à Rede de Agricultores e Agricultoras Helena Selma ressaltou que a Rede é uma iniciativa importante e pioneira porque congrega em sua organização a produção, o abastecimento, o consumo, o fortalecimento das comunidades e da perspectiva igualitária de gênero.

Seu José Júlio Rodrigues, agricultor do município de Trairí e integrante da Rede de Agricultores e Agricultoras, diz estar muito feliz com a homenagem e com o reconhecimento da iniciativa deles: “A Rede tem uma grande organização e por isso que ela cresce porque ela é organizada, tenho orgulho de ser membro dela”, afirma. Seu Zé Júlio conta ainda que a Rede se reúne de três em três meses para planejar o trabalho, “essas reuniões também são boas, porque a gente conversa e fica se conhecendo mais”, completa. Seu Zé Júlio cultiva uma área de cerca de um hectare com fruteiras, plantas nativas, medicinais e ainda cria abelhas.

Hoje, a Rede de Agricultores e Agricultoras Agroecológicos/as promove em parceria com o Centro de Estudos do Trabalho e de Assessoria ao Trabalhador (CETRA) pela realização de feiras regulares nos municípios de Itapipoca, Trairí e Tururu.(essa sentença ta confusa) Segundo Cristina Nascimento, membro da coordenação colegiada do Cetra e da coordenação executiva da Articulação do Semiárido Brasileiro (ASA Brasil) a homenagem da Assembléia Legislativa traz o reconhecimento da organização dos agricultores e agricultoras em torno da agroecologia. “No Ceará, ainda existem poucas redes de agricultores/as e a homenagem dá visibilidade à Rede e pose servir de exemplo. Para o Cetra é uma alegria muito grande participar hoje deste momento ver a expressão e o resultado do nosso trabalho como animadores desse processo, mas reconhecendo sempre que todo o mérito é dos agricultores e agricultoras”, completa Cristina. Este ano a Rede comemora seu sexto ano das Feiras, como um processo consolidado

VejaTambém