Por Ademir Ligório 

Entre os dias 19 e 21 de Janeiro, foi realizado o intercâmbio de Agricultores/as do Sertão Central e do Vales do Curu Aracatiaçu, ao Polo da Borborema, na Cidade de Esperança - Paraíba, através do Projeto Redes Agroecológicas - apoiado pela Manos Unidas e ATER Agroecologia/MDA.

Com o objetivo de conhecer as experiências de gestão e organização do Polo da Borborema, os agricultores/as do Ceará, com apoio da AS-PTA e do CETRA, conheceram em um primeiro momento as experiências da Feira Agroecológica de Esperança (PB). Em uma breve roda de conversa na feira, os agricultores/as feirantes da cidade de Esperança deram boas vindas aos visitantes e compartilharam vivências entre si. Saindo da feira agroecológica, os/as agricultores/as do Ceará visitaram o sítio de Dona Nina e do Sr. Nivaldo, que em nada mais de 1,25 ha, produzem o suficiente para garantir a segurança alimentar da família.

Já na parte da tarde, o escritório da AS-PTA da Cidade de Esperança, abriu suas portas e recebeu os visitantes para uma troca de experiências entre a coordenação do Pólo da Borborema e os agricultores/as do Ceará. Roselita da Costa, representante da coordenação executiva do Polo da Borborema, apresentou o processo de construção do conhecimento no Polo da Borborema, com base nos princípios de valorização dos recurso naturais e valorização do conhecimentos dos agricultores/as familiares.

Após as vivências e trocas de experiências, as agricultoras e agricultores cearenses, que em boa parte integram Redes de Agricultores/as Agroecológicos/as em suas localidades, voltaram com a tarefa de compartilhar o que aprenderam na viagem e multiplicar o conhecimento agroecológico.

VejaTambém