Texto e fotos: Thiberio Azevedo

A Feira Agroecológica e Solidária de Paracuru comemorou nessa sexta-feira (13), um ano de organização. Os agricultores e agricultoras que hoje comercializam na feira, fazem parte do Projeto PAIS – Produção Agroecológica Integrada e Sustentável, desde 2010, realizado pelo CETRA em parceria com a Fundação Banco do Brasil. 

Conhecido pelo turismo, o município de Paracuru tem uma forte base econômica na agricultura familiar. “Paracuru tem somente um grande produtor, o restante é formado por pequenos e médios produtores”, afirma Djalma Teixeira, Coordenador da Equipe Técnica da Ematerce no município. 

Ele explica que um grupo formado por 33 produtores familiares vendem diretamente a Prefeitura através do Programa de Aquisição da Alimentos (PAA). Desse grupo, 14 agricultores possuem os Quintais Produtivos, beneficiados pelo PAIS. Djalma ressalta que em maio esses produtores forneceram cerca de 8 mil kilos de alimentos através do Programa. São alimentos livres de agrotóxicos que são repassados as instituições municipais como o Hospital e a Casa do Idoso. 

aniversáriofeiraparacuru2

Os agricultores que hoje possuem o PAIS passaram por um processo de adequação de seus quintais a forma agroecológica de produção de alimentos, não fazendo uso de agrotóxicos ou de queimadas, cuidando da terra e valorizando uma produção diversificada. “Antes a gente trabalhava sem acompanhamento técnico e com o PAIS começamos a trabalhar corretamente respeitando o meio ambiente”, fala o Sr. Raimundo Iran Pereira da Silva,  agricultor da comunidade Lagoa da Porca. 

Hoje agricultores e agricultoras das comunidades de Lagoa da Porca e Guajiru, montam suas barracas a partir das cinco da manhã, na praça de Eventos da Cidade, em frente a Igreja Matriz, toda 2º sexta-feira de cada mês.  O plano do grupo é conseguir realizar a feira quinzenalmente.

aniversáriofeiraparacuru3

Texto e fotos: Thiberio Azevedo

VejaTambém