Texto: Francisco Barbosa

Fotos: Francisco Barbosa

 

Estudantes da escola Carlos Ferreira Barbosa, localizada no assentamento Várzea do Mundaú, no município de Trairi (CE) tiveram uma grande conquista que trará melhorias para o ambiente escolar. No dia 26 de junho, a escola realizou a inauguração do Pavilhão Educativo e Cultural Três Mártires, espaço de convivência, lazer e brincadeiras de alunos/as e professores/as. A ação foi realizada por meio do projeto Juventude Comunica Direitos com o apoio do prêmio Itaú-Unicef.

 

O evento que marcou a inauguração do pavilhão contou com uma manhã repleta de atrações artísticas, quadrilhas juninas e teatro, tudo realizado pelos/as estudantes em parceria com professoras/es. Destaque para as alunas e alunos do 9º ano que apresentaram a “Quadrilha sem preconceito”, onde, de forma irreverente, os meninos dançaram vestidos de meninas e vice-versa trazendo à tona a questão do combate à homofobia. A programação também contou com a participação das Dramistas, grupo de mulheres que, com pequenas peças teatrais, apresentaram de forma cômica histórias do nosso cotidiano.

Após essa primeira parte, o público foi dividido em seis espaços denominados “Territórios”, cada um com uma atividade diferente. O Território do Brincar contou com jogos recreativos como: balanços, bambolês, damas entre outros; No Território da Leitura houve contação de histórias, textos da literatura e poesias infantis expostos e diversos livros para todos e todas visitarem; No Território Musical, os/as participantes tiveram oficina de música com instrumentos de percussão; O Território Visual recebeu a exposição fotográfica do projeto Juventude Comunica Direitos intitulada: Mulheres do Semiárido; No Território do Corpo foram realizadas atividades voltadas para o movimento corporal e sua percepção, jogos, relaxamento e consciência corporal; E, por ultimo, o Território da Memória onde foi apresentada a história do assentamento, suas lutas, conquistas e ameaças.

 

O Pavilhão Educativo e Cultural Três Mártires leva esse nome em homenagem a Manoel Veríssimo e seus dois filhos, Francisco e Manoel Veríssimo, assassinados em 1986, em Trairi, enquanto reivindicavam o direito a terra.

Para Romildo Irineu, aluno do 8º ano, o espaço só irá trazer melhorias para a escola. “Antes a gente não tinha um lugar para brincar ou para comer. Quando a gente tinha algum evento cultural também era ruim, porque a gente tinha que ensaiar no sol. Agora as coisas vão melhorar muito”, diz.

 

Já para a professora aposentada, Maria Dalca Veríssimo do Nascimento, o pavilhão tem outro significado, já que ela é parenta direta dos três mártires. “Fico muito feliz e honrada com essa homenagem. É importante lembrar a história deles que morreram lutando por aquilo que acreditavam: por direitos”, fala com lagrimas nos olhos ao lembrar.

 

 


projetos home pt

Políticas Públicas como D…

O projeto Políticas Públicas como Direito tem como principal objetivo promover processos de formação... Leia mais

Formação e Mobilização So…

- Cisternas de Placa   Construção de tecnologias sociais de acesso à água nos municípios... Leia mais

Juventude Comunica Direit…

O projeto Juventude Comunica os Direitos da Criança, do Adolescente e da Mulher tem... Leia mais