Texto: Francisco Barbosa

Fotos: Equipe P1+2 - CETRA

 

Dando continuidade às ações desenvolvidas dentro do Programa Uma Terra Duas Águas (P1+2), que levará cisternas de produção para famílias do Semiárido Brasileiro, o CETRA realizou, nos dias 20 e 21 de junho, intercâmbio com representantes de trinta e uma famílias que receberão a tecnologia de segunda água das comunidades de Ingá, Quandú e Tucuns. Todas do município de Itapipoca.

 

O primeiro dia de intercâmbio teve início com o café da manhã na Feira Agroecológica e Solidária de Itapipoca onde todos/as os/as agricultores/as tiveram a oportunidade de dialogar com feirantes e consumidores/as para entenderem um pouco sobre como é o processo da feira, como foi que começou, como é que faz pra participar, entre outros temas relacionados a comercialização e a relação entre produtor/a e consumidor/a.

 

Logo após esse primeiro momento, todos e todas se dirigiram ao espaço de experimentação agroecológica que o CETRA acompanha e onde desenvolve algumas atividades em Itapipoca. O local conta com um pequeno SAF, casa de sementes, minhocário, espaço de fazer compostagem e plantio de muda. As/os participantes também tiveram a oportunidade de realizarem atividades práticas como: fazer uma compostagem e produção de mudas em copinhos feitos a partir de jornal velho. A programação do dia contou ainda com oficina sobre defensivos naturais.

Já no segundo dia, todos e todas foram para o assentamento Várzea do Mundaú (Trairi), para a comunidade Vieira dos Carlos, onde foram visitadas quatro unidades familiares produtivas. Destaque para a unidade de Dona Tica e Seu Zé Júlio, onde as/os participantes puderam conhecer os subsistemas que existem na área. Na ocasião, foi apresentada a criação de abelhas e a plantação de Sabiá. Segundo Seu Zé Júlio, a família possui uma área com mais de quatro mil pés de Sabiá, e mais de trinta espécies de plantas nativas.

 

A agricultora Analice Rodrigues do Nascimento, da comunidade de Tucuns, foi uma das participantes do intercâmbio e pra ela, esse foi um momento único. “Achei muito bom conhecer experiências que eu não tinha, conheci pessoas novas, descobri coisas que eu não sabia” e continua falando um pouco sobre o que aprendeu e vai aplicar em seu quintal futuramente. “A plantação dos coentros. A gente planta a semente, cobre com a folha do coqueiro, quando o coentro apronta a gente tira. É melhor para o nascimento dos coentros. Isso aí eu vou levar pra minha casa, pro meu quintal”, finaliza contente.

 

Ao todo, o CETRA irá construir 200 cisternas do P1+2, que serão dividas nos municípios de Itapipoca e Pentecoste. O Programa Uma Terra Duas Águas faz parte das ações da Articulação Semiárido Brasileiro – ASA com financiamento do BNDES.


projetos home pt

Políticas Públicas como D…

O projeto Políticas Públicas como Direito tem como principal objetivo promover processos de formação... Leia mais

Formação e Mobilização So…

- Cisternas de Placa   Construção de tecnologias sociais de acesso à água nos municípios... Leia mais

Juventude Comunica Direit…

O projeto Juventude Comunica os Direitos da Criança, do Adolescente e da Mulher tem... Leia mais