O 1º Encontro Territorial de Agroecologia e Socioeconomia Solidária – ETA de Sobral acontece entre os dias 20 e 22 de junho. Conheça as experiências.

 

 

Educação no campo fortalece a experiência de jovem agricultor: Experiência de Itanael da Silva Rodrigues

 

Itanael, desde pequeno é apaixonado pelo trabalho com os animais e com a agricultura. O jovem recorda que aos 5 anos de idade ganhou da sua madrinha uma novilha de porca, depois de algum tempo vendeu e adquiriu uma cabra, essa venda possibilitou ao agricultor aumentar sua criação, tendo atualmente 10 cabeças e um reprodutor.

 

 

 

 

As danças do leruá e do reisado na comunidade Timbaúba: Tradição e resistência da cultura negra no Semiárido

 

Trata-se de uma comunidade Quilombola, cuja trajetória é marcada por luta e resistência. As famílias dedicam ao trabalho na agricultura, especialmente no cultivo do milho, feijão, arroz. A pesca é outra atividade importante para o consumo familiar.

 

 

 

 

Sementes da vida e produção diversificada no Semiárido: A experiência de Dona Maria e Seu Chico

 

Na comunidade Bom Jesus, distrito do Poço verde, município Mucambo, reside a família de seu Francisco Bernardo Gomes, conhecido por Chico Colotilde e Maria Gomes Simão, conhecida por Dona Maria, o casal tem oito filhos, hoje todos casados.

 

 

 

 

No quintal brota diversidade: A experiência de Dona Florência e Vicente

 

Dona Florência e Vicente vivem com sua família na comunidade Conceição, 50 a quilômetros da sede do município de Coreaú. O casal trabalha em uma propriedade de 10 hectares cercada de verde por todos os lados, mais nem sempre foi assim. Tudo começou quando seus filhos retornaram de Fortaleza e perfuraram um poço profundo no quintal.

 

 

 

 

Produção Agroecológica: A inovação e experimentação de Márcia e Vanderlei

 

Na serra do Jordão, a 25km do município de Sobral, está localizada a comunidade Casa Forte, onde vive o casal Márcia e Vanderlei. Logo ao chegar na área do casal é possível observar o calçadão da cisterna e, no entorno, um quintal cheio de plantas. Para alguns, que não tem um olhar a partir da agroecologia, aquele espaço parece uma bagunça, mas para o casal é um orgulho contar como tudo começou e sobre tudo que há ali.

 

 

 

 

A arte de criar abelhas no semiárido: Experiência do grupo de apicultores da comunidade Poço Verde

 

Na comunidade de Poço Verde, aproximadamente a 10 quilômetros do município de Mucambo existe um grupo de agricultores que resolveram trabalhar com a criação de abelhas africanizadas, no início a atividade gerou desconfiança dos moradores.

 

 

 

 

Por melhores condições de vida para o semiárido: Experiência produtiva e política de José Etevaldo

 

O agricultor José Etevaldo nasceu na comunidade de Cajazeiras, onde mora na casa que nasceu com sua sobrinha. A vida de Etevaldo se mistura com a história de lutas e conquistas de seu município Forquilha.

 

 

 

 

Bem viver no semiárido: A experiência de Dona Tereza e Sr João Bosco

 

Quando as oportunidades brotam no semiárido a vida das pessoas é transformada. A comunidade de Camará, 19 quilômetros da sede do município de Santana do Acaraú é um lugar de gente simples e feliz.

 


projetos home pt

Políticas Públicas como D…

O projeto Políticas Públicas como Direito tem como principal objetivo promover processos de formação... Leia mais

Formação e Mobilização So…

- Cisternas de Placa   Construção de tecnologias sociais de acesso à água nos municípios... Leia mais

Juventude Comunica Direit…

O projeto Juventude Comunica os Direitos da Criança, do Adolescente e da Mulher tem... Leia mais